Código: 682

Fish Oil - ômega 3 - 120 cápsulas de 1000mg - Sundown

Marca: Sundown


Por:
R$ 118,00

ou 4x de R$ 30,76 com tarifa
 
Simulador de Frete
- Calcular frete

FISH OIL ODORLESS - ÔMEGA 3 PREMIUM
Ajuda no controle dos níveis de triglicerídeos e colabora para o aumento do colesterol bom no sangue. Cápsula sem sabor de peixe

O interesse em estudar o ômega 3 começou a partir da observação epidemiológica de menor incidência de doenças cardiovasculares em esquimós, relacionada à sua dieta. Descobriu-se, então, que o fator de proteção eram os AGPI Ácidos Graxos Poliinsaturados, ômega-3, presentes em grande quantidade em alguns peixes de regiões frias, muito consumidos pelos esquimós1. 

Os ácidos graxos ômega-3 são encontrados nos vegetais (soja, canola e linhaça) e em peixes de águas frias (atum, truta, cavala, sardinha, salmão, arenque), promovendo a redução dos triglicerídeos plasmáticos pela diminuição da síntese hepática de VLDL, podendo ainda exercer outros efeitos cardiovasculares, como redução da viscosidade do sangue, maior relaxamento do endotélio e também efeitos antiarrítmicos2. 

O ômega 3 é um conjunto de gorduras, dos quais fazem parte o EPA (ácido eicosapentaenóico) e o DHA (ácido docosahexaenoico) principalmente encontrados em peixes que são considerados do tipo ácidos graxos poli-insaturados. O seu consumo está associado à diminuição de níveis de colesterol total, triglicérídeos e, consequentemente, aumento dos níveis de lipoproteínas de alta densidade (HDL). Os esquimós, apesar do alto consumo de dietas ricas em gordura, apresentavam baixos níveis de colesterol total, triglicérides, lipoproteínas de densidade muito baixa (VLDL) e níveis maiores de lipoproteínas de alta densidade (HDL), fatores relacionados a menores índices de doenças cardiovasculares. Nessa população, essas doenças tinham baixos índices de mortalidade em relação à população norte-americana (10,3% x 50%)².

Simultaneamente às observações positivas para variáveis cardiovasculares nos esquimós, foi apontada nessa população baixa incidência de doenças autoimunes e inflamatórias, como psoríase, asma, diabetes tipo I e esclerose múltipla².

O consumo de EPA e DHA é recomendado por diversas agências mundiais de saúde, como a Organização Mundial de Saúde (OMS), para reduzir o risco de doenças cardiovasculares. Em pacientes portadores de doenças cardiovasculares, recomenda-se o consumo de 1 g/dia desses ácidos graxos, podendo também reduzir a progressão de aterosclerose nesses pacientes. Esses dados suportam as recomendações dietéticas da American Heart Association de incluir pelo menos duas porções de peixe por semana na alimentação². Mesmo em pessoas saudáveis, foi provado que a ingestão de óleo de peixe na dieta está inversamente associada ao aumento do risco de arritmias e de morte súbita². 

A alimentação enriquecida com ômega-3 pode reduzir em 40% o risco de desenvolver a Doença de Alzheimer e em 20 a 30% o risco de desencadear a demência³. Esse benefício pode ser explicado pelo fato de que o ômega-3 age nas membranas cerebrais para as transmissões sinápticas, envolvendo linguagem, memória, função cognitiva. Pacientes portadores da doença de Alzheimer possuem níveis baixos de DHA cerebral que são susceptíveis, acarretado pelo estresse oxidativo das células neuronais ocasionando disfunções do cérebro e a desorganização e acúmulo da betaamilóide (Aβ)4.

 

Deixe seu comentário e sua avaliação


Características